Open top menu
VALE NEGA ACUSAÇÕES DE CRIME AMBIENTAL

Avaliação da notícia

(2 Votos)

VALE NEGA ACUSAÇÕES DE CRIME AMBIENTAL

As declarações de um dos responsáveis do complexo Vale Araxá, de que a mineradora não é responsável pela contaminação do Rio Capivara causada pela barragem de rejeitos da empresa, conforme já denunciamos, deixou a população revoltada.

Para o funcionário, S.P.S, que trabalha numa propriedade às margens do rio, a contaminação é causada sim pelas águas barrentas que saem da represa de contenção e atinge o Capivara. Segundo ele, isto acontece todas as vezes que a represa enche, e as águas se transformam num verdadeiro rio de lama. O que faz com que até o gado refugue a água, afirmou o lavrador.

Já um especialista ambiental que prefere não se identificar, esclarece que a barragem de rejeito já rompeu outras vezes e poderá romper novamente, além disto, a mesma não comporta mais a quantidade de rejeito. Para ele a solução, é a construção de outra barragem, que aliás, a empresa já adquiriu uma área para construir uma nova represa, mas até agora, nada foi feito. E pelo visto, não o fará porque existem rumores de que o complexo poderá encerrar as atividades minerais no município, por não estar conseguindo melhorar a qualidade do teor de fósforo que está bem abaixo do ideal, e muito menos eliminar a sílica, uma espécie de pó de cimento, como já falamos em outra reportagem.

TAPANDO O SOL COM A PENEIRA

O que mais nos causa estranheza são os laudos técnicos que comprovam o problema, no entanto, a empresa parece desconhecer tais fatos, afirmando que não é responsável pelos crimes ambientais. Ora, cego não é aquele que não vê, e sim, aquele que não quer enxergar, ou finge não ver. E esta atitude tem nome, chama-se IMPUNIDADE. E o que é pior, estimulada por órgãos ambientais e pela falta de interesse daqueles que poderiam resolver o problema, mas preferem fechar os olhos, fingindo que está tudo bem. Realmente está tudo bem, afinal, moramos no Brasil…

<