Open top menu
Reviravolta na vida do menino que vendia jujuba e lia Bíblia no chão

Reviravolta na vida do menino que vendia jujuba e lia Bíblia no chão

Reviravolta na vida do menino que vendia jujuba e lia Bíblia no chão

Veja como todos unidos podem mudar a vida de uma pessoa. E no caso do Nícolas, de 9 anos, foi uma verdadeira reviravolta, uma revolução. O menino vendia jujuba junto com o pai dele num semáforo de Goiânia e quando o sinal abria, Nícolas ia para a calçada e lia a Bíblia sentado no chão.
O vídeo com a imagem do menino lendo viralizou na cidade e depois disso, o Nícolas parou de vender nas ruas por vários bons motivos: ganhou uma bicicleta, uma Bíblia nova, matrícula em colégio particular em período integral até chegar à faculdade, o pai dele ganhou produtos para incrementar as vendas no semáforo, a mãe está prestes a ser contratada e as contas atrasadas da casa alugada foram pagas.
O milagre de tudo isso? A empatia e a solidariedade de moradores da região que ficaram sensibilizados e decidiram ajudar!
Ah, o primeiro dia de aula no colégio particular – antes Nícolas estudava em escola pública – foi nesta terça, 13 e ele adorou!
“Ele entra às 7 horas e sai às 17:40h. Foi ótimo porque desta forma ele não vai mais vender no sinaleiro”, contou em entrevista ao Só Notícia Boa a empresária e advogada Ana Carolina Naciff Lobo, uma das pessoas que ajudaram o Nícolas.
O vídeo
Tudo começou no sábado, dia 10, quando o empreendedor Rafael Rodrigues, de 17 anos, passou pelo local num Uber, se surpreendeu com a cena, fez imagens do Nícolas sentadinho no chão, lendo, e postou nas redes sociais.
“Postei o vídeo com a intenção de apenas edificar os meus seguidores com essa cena linda. Não imaginava que tomaria essa proporção. Deus sempre tem planos maiores para as nossas vidas”, disse Rafael em entrevista ao Só Notícia Boa.
O vídeo viralizou na cidade e foi chegou até a empresária e advogada Ana Carolina Naciff Lobo. Ela e o marido saíram em busca do garoto e mais do que encontrar o Nícolas, eles ajudaram a transformar a vida do menino e da família dele.
“No domingo a caminho da igreja avistei o Nicolas e paramos o carro. Ele me contou que mora com os pais e tem uma irmã, Sofia, de 4 anos. Me disse que lê todos os dias 2 páginas da Bíblia e que estava naquele momento lendo crônicas. Eu observei que a bicicleta dele estava muito desgastada e perguntei se ele queria uma bicicleta nova, ele me respondeu que gostaria, mas que no momento eles não teriam condições de comprar”, contou.
Ana Carolina comprou todas a jujubas do Nícolas, para ele poder voltar para casa com dinheiro e deu a ele uma cesta básica, que levava no carro. Ela também levou o menino até a casa da família.
Contas atrasadas
“Foi então que eu tive a ideia de fazer uma vaquinha para conseguirmos uma bicicleta nova para ele. Divulguei a foto no meu Instagram no domingo de manhã e pedi aos meus amigos para ajudar a comprar a bicicleta. Quando foi à tarde eu consegui o dinheiro para a bicicleta e fui na Centauros comprar. Na segunda feira cedo fizemos a surpresa para ele no mesmo sinaleiro”, disse a empresária.
“Levamos uma bicicleta novinha, uma Bíblia para a idade dele, com linguagem atual, arrecadamos dinheiro para pagar o aluguel da casa que ele e a família moram e também pagamos uma conta de energia em atraso”, contou.
Ana Carolina também foi a uma loja e comprou produtos para que o pai do Nícolas “possa vender e ganhar mais”.
Colégio particular
Como o menino estava em escola pública e praticamente não estudou no ano passado devido à pandemia, a empresária conseguiu um colégio particular em período integral para ele.
“Conseguimos com a proprietária da escola Kingdom, a Giselle, que vai financiar os estudos dele até se formar. A escola é uma das melhores aqui em Goiânia, é bilíngue e cristã! E ele quis estudar integral, o que foi excelente porque vai fazer aula de reforço e também várias atividades físicas”.
“A nossa intenção é justamente que ele tenha um futuro diferente, que ele não precise trabalhar mais nas ruas e sim estudar. Graças a Deus e à ajuda das pessoas conseguimos todos os materiais escolares, uniforme, higiene pessoal, roupas, calçados, comida. A única responsabilidade dos pais é levá-lo a escola e ainda assim conseguimos doação para o transporte”, afirmou a empresária.
Emprego para a mãe
“A mãe dele não trabalhava e pediu ajuda para arrumar um emprego. Hoje recebi uma mensagem de uma pessoa daria a oportunidade de emprego a ela”, comemorou a empresária Ana Carolina.
Perguntamos à Ana e ao Rafael como eles se sentem por terem ajudado a transformar a vida do Nícolas e da família dele.
“Estou me sentindo em paz. Deus é muito bom comigo, o mínimo que podemos fazer é ajudar o nosso próximo! Além disso eu sou mãe e o que eu quero pro meu filho eu quero para o filho de outras mamães! Eu sinto que Deus tem algo maravilhoso na vida do Nícolas. Sinto que ele vai mudar a história de vida da família dele e que através da vida dele muitas pessoas vão ser tocadas também. A minha maior vontade é ajudar pessoas, mas quando eu digo ajudar é ensinando ela a pescar, alimentando a alma, acredito que o estudo é o maior alimento que podemos usufruir, porque o conhecimento ninguém nos tira”, disse Ana Carolina.
“Agora eu estou com a sensação de dever comprido”, concluiu Rafael, o autor do vídeo.(

Foto: reprodução / Instagram

<