Open top menu
Reputação de produtos brasileiros sofre com boicotes europeus e política de Bolsonaro, diz analista

Reputação de produtos brasileiros sofre com boicotes europeus e política de Bolsonaro, diz analista

Reputação de produtos brasileiros sofre com boicotes europeus e política de Bolsonaro, diz analista

Depois do Reino Unido, a Alemanha é mais um país europeu a ensaiar um boicote a produtos brasileiros em razão do aumento no desmatamento da Amazônia nos últimos dois anos, ambos sob o governo do presidente Jair Bolsonaro.

Uma ONG alemã chamada Campact conseguiu obter mais de 300 mil assinaturas em menos de uma semana, pedindo que três das maiores redes de supermercados do país deixem de comprar produtos brasileiros não só pela destruição da floresta, mas pela gestão Bolsonaro.

O grupo cita em seu abaixo-assinado as recentes medidas legislativas que podem ter impacto direto na Amazônia, como o projeto de lei (PL) 2633/20, que trata da regularização fundiária na região, conhecido como “MP da Grilagem” pelos seus críticos.

Em entrevista à Sputnik Brasil, o economista Welber Barral, sócio-diretor da BMJ Consultores Associados, avaliou que existe uma percepção fora do Brasil e que acaba apenas reforçada “por um discurso pouco cuidadoso às vezes do presidente Bolsonaro e de algumas autoridades brasileiras”.

“Existe já um movimento ambiental muito forte na Europa e esse movimento, claro, olha com muita atenção o que acontece em um país como o Brasil e, principalmente, com a má fama que o Brasil vem ganhando nos últimos anos por conta do desmatamento, principalmente no momento em que se combate o aquecimento global”, disse Barral, que foi secretário de Comércio Exterior no segundo governo no ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Assim como no Reino Unido, prosseguiu ele, o que se propõe na Alemanha é um movimento privado que envolve supermercados e consumidores, porém ele possui sérias implicações e pode se espalhar por outros países europeus que tenham a mesma motivação: fazer o Brasil voltar atrás em medidas que facilitem o desmatamento da Amazônia.(Sputnik Brasil)

© AP Photo / Silvia Izquierdo

<