Open top menu
Policiais fazem ato contra a Reforma da Previdência de Bolsonaro nesta terça

Policiais fazem ato contra a Reforma da Previdência de Bolsonaro nesta terça

Policiais fazem ato contra a Reforma da Previdência de Bolsonaro nesta terça

Policiais civis e federais pedem os mesmos benefícios que militares terão na proposta de reforma da Previdência, como salário integral na aposentadoria, paridade salarial com as Forças Armas, além de regras mais flexíveis para pensão a viúvas

Forte reduto do bolsonarismo, parte da polícia passou a olhar com desconfiança seu apoio ao presidente Jair Bolsonaro (PSL). O Sindicato dos Policiais Civis do Distrito Federal (Sinpol-DF) convocou a categoria, policiais em atividade e aposentados, para manifestação em prol da aposentadoria policial na Reforma da Previdência. O ato acontecerá nesta terça-feira (25), a partir das 14h, em frente ao complexo da Polícia Civil, em Brasília.

A manifestação atende à convocação nacional articulada pela União dos Policiais do Brasil (UPB) e que acontecerá simultaneamente em todo o país. Os policiais civis do DF são contra a retirada de direitos na reforma previdenciária. Em abril a UPB organizou manifestação na Câmara contra Bolsonaro, o chamando de “traidor”,

A UPB, por meio de vários deputados federais, apresentou emendas à PEC 6/19 e espera que sejam acatados destaques que contemplem regra de transição, integralidade e paridade, idade diferenciada para homens e mulheres, diminuição da alíquota previdenciária e melhoria no regime de pensões.(Revista Fórum)

<