Open top menu
Planalto aposta em silêncio de Queiroz no depoimento sobre vazamento de operação

Planalto aposta em silêncio de Queiroz no depoimento sobre vazamento de operação

Planalto aposta em silêncio de Queiroz no depoimento sobre vazamento de operação

Auxiliares do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no Palácio do Planalto esperam que o ex-assessor Fabrício Queiroz fique em silêncio no depoimento que prestará nesta segunda-feira (29) à Polícia Federal.

Queiroz será ouvido na investigação que apura suspeita de vazamento de uma operação da corporação que acabou beneficiando o agora senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ).

Assessores presidenciais ressaltam que Queiroz se recusa a prestar depoimento desde o início da investigação das rachadinhas, ainda em 2018, e que não será agora, preso, que falará.

No Planalto, o temor é de que o ex-assessor de Flávio faça delação premiada. Na sexta-feira, (26), a CNN noticiou que Queiroz negocia um acordo em troca de proteção a seus familiares no processo.

A investigação sobre o suposto vazamento de uma operação da PF foi aberta após entrevista do empresário Paulo Marinho ao jornal “Folha de S. Paulo” em maio.

Segundo Marinho, que é suplente de Flávio, o senador se beneficiou de informações passadas por um delegado da Polícia Federal, que teria avisado ao político que Queiroz aparecia nas investigações.(CNN Brasil)

Por Igor Gadelha, CNN

Foto: CNN (18.jun.2020)

<