Open top menu
O povo quer saber: providências por parte do Prefeito sobre corrupção na prefeitura

Avaliação da notícia

(2 Votos)

O povo quer saber: providências por parte do Prefeito sobre corrupção na prefeitura

 

Na  Lei orgânica do município de Araxá  o mês  de maio está estipulado como data base para o reajuste salarial, o qual deve ser negociado através do  Sinplalto – órgão que representa a categoria.

Como o  Prefeito Jeová não acatou a pauta de reivindicações aprovada em Assembléia, promovida pelo Sindicato, na qual a proposta do reajuste foi rejeitada, os servidores continuam na expectativa do aumento assegurado em Lei.

O Prefeito garante que os cofres da Prefeitura estão em baixa.  No entanto, mesmo afirmando que os cofres estão vazios,  decidiu criar novas secretarias e dezenas de cargos de alto escalão, o que vai onerar ainda mais o erário. A medida beneficiará inúmeros assessores que vão receber os maiores salários da Prefeitura, enquanto os trabalhadores agrupados nas faixas mais baixas serão prejudicados, já que a proposta de reajuste foi, mais uma vez,  rechaçada pelo Prefeito Jeová.

Pelo lado do Sindicato, há muita expectativa e o órgão aguarda uma contraposta do Executivo, já que a Secretaria Municipal de Planejamento e Gestão encontra-se  em fase de transição, com a troca do gestor da pasta.

A Câmara Municipal de Araxá, caminha pela mesma trilha do Prefeito  e até agora não propôs diálogo com a diretoria do Sinplalto, deixando os servidores daquela Casa também sem definição sobre a situação deles .

Até agora, apenas três vereadores, Roberto do Sindicato, Juninho da Farmácia e Romário do Picolé manifestaram apoio aos servidores, durante as reuniões ordinárias da Câmara. Está claro o desinteresse do presidente da Câmara  em resolver o problema, passados quase dois meses da data base.

 

 

 

<