Open top menu
“O martírio faz parte da fé”, diz Ernesto Araújo sobre atentado que deixou 290 mortos no Sri Lanka

“O martírio faz parte da fé”, diz Ernesto Araújo sobre atentado que deixou 290 mortos no Sri Lanka

Apontado como autor dos ataques, que deixaram 290 mortos e 500 feridos, o grupo jihadista NTJ era conhecido no Sri Lanka por vandalizar estátuas budistas

Ernesto Araújo, ministro de Relações Exteriores de Jair Bolsonaro (PSL), afirmou neste domingo (21) que o “mundo precisa levantar-se contra a perseguição e opressão contra os cristãos” ao comentar a série de atentados em igrejas e hotéis do Sri Lanka que deixou 290 mortos e 500 feridos durante as comemorações da Páscoa.

Em tuíte com teor religioso, o chanceler disse que “o martírio faz parte da fé”.

“Neste domingo de Páscoa, no Sri Lanka, mais de 200 cristãos pagaram com a vida pela sua fé no Cristo, e amanhecerão com Ele no paraíso. O martírio faz parte da fé. Mas o mundo precisa levantar-se contra a perseguição e opressão aos cristãos”, tuitou.

Nesta segunda-feira (22), o governo do Sri Lanka decretou estado de emergência, aumentando os poderes das forças de segurança, que poderão interrogar e prender suspeitos sem ordem judicial.

O grupo jihadista NTJ (National Thowheeth Jama’ath, ou Organização Nacional Monoteísta, em tradução livre) foi apontado como responsável pelos ataques a três igrejas e hotéis de luxo, o mais violento no país desde o fim da guerra civil há dez anos.

Até agora, foram detidas 24 pessoas por suspeita de relação com o atentado. Apontado como autor dos ataques, o NTJ era conhecido no Sri Lanka por vandalizar estátuas budistas. Em 2016, seu secretário, Abdul Razik, foi preso por incitar racismo.(Fórum)