Open top menu
Nota do WWF em apoio à proibição temporária da China ao comércio de animais selvagens devido à suspeita de ligação ao coronavírus

Nota do WWF em apoio à proibição temporária da China ao comércio de animais selvagens devido à suspeita de ligação ao coronavírus

Nota do WWF em apoio à proibição temporária da China ao comércio de animais selvagens devido à suspeita de ligação ao coronavírus

Essa crise de saúde deve servir como um alerta para a necessidade de acabar com o uso insustentável de espécies em extinção como alimento ou por alegado valor medicinal

Por WWF

Estamos consternados com a perda de centenas de vidas em virtude do surto de coronavírus. Nossos pensamentos estão com todos os atingidos pelo virus e com as famílias que perderam seus entes queridos. Recentemente a Administração Nacional de Florestas e Pradarias da China (NFGA) adotou uma série de medidas para controle e prevenção de epidemias, e nós consideramos oportuna a decisão tomada pela NFGA e por outros departamentos chineses de implementar uma proibição rigorosa de todo o comércio de animais silvestres, além de verificar todas as licenças de criação e utilização desses animais.

A decisão da China de estabelecer a proibição temporária do comércio de animais silvestres ressalta a necessidade de uma maior conscientização do público, não apenas sobre ameaças à saúde humana associadas ao comércio ilegal ou irregular dessas espécies, mas também em seu impacto na fauna e na biodiversidade global.

Nós apreciamos a ação imediata que foi tomada pelas agências chinesas em vários níveis para fechar mercados de espécies silvestres após o surto de coronavírus, que pode ter se originado em Wuhan, assim como seus esforços para reprimir o comércio ilegal de animais silvestres nos últimos anos.

Embora o fechamento dos mercados de animais silvestres possa ter um grande impacto, as proibições por si só não impedirão esse tipo de comércio se a demanda persistir. Essa crise de saúde deve servir como um alerta para a necessidade de acabar com o uso insustentável de espécies em extinção, seja como animais exóticos de estimação, como alimento ou por alegado valor medicinal.

O WWF encoraja o governo chinês a continuar com seus esforços para diminuir a demanda pelas espécies silvestres, conscientizar o público e trabalhar com outros governos, organizações de conservação, o setor privado e comunidades locais para acabar com o comércio ilegal de animais silvestres. O WWF está preparado para fornecer suporte técnico para monitorar o comércio ilegal de espécies silvestres e contribuir em legislações que promovam o fechamento efetivo desses mercados. (WWF)

Foto:Governo China/FotosPublicas.com

<