Open top menu
MPF denuncia PM por agressão e tortura de ribeirinhos no Amazonas

MPF denuncia PM por agressão e tortura de ribeirinhos no Amazonas

MPF denuncia PM por agressão e tortura de ribeirinhos no Amazonas

Abusos teriam sido cometidos em resposta à morte de dois PMs durante operação. Moradores dizem que cinco pessoas da região foram mortas pelos agentes

O Ministério Público Federal (MPF) no Amazonas denunciou a Polícia Militar do estado nesta quinta-feira (6) por invasão de domicílio, condução ilegal, agressão e tortura de uma liderança ribeirinha da região.

De acordo com reportagem de Monica Prestes e Fabiano Maisonnave, na Folha de S.Paulo, os abusos ocorreram em resposta à morte de dois PMs durante ação no rio Abacaxis, na segunda-feira (3). Segundo a Secretaria de Segurança Pública, eles foram baleados durante operação policial.

No dia seguinte, a secretaria enviou 50 policiais militares para a região, liderados pelo comandante-geral Ayrton Norte. Foi quando começaram as denúncias de abusos policiais contra os ribeirinhos.

Segundo relatos, ainda não confirmados, cinco pessoas froam mortas pela PM. A Secretaria de Segurança Pública confirmou apenas um óbito e alegou que não há “nada mais confirmado” e que “a telefonia lá é péssima”.

Os moradores também relataram que os PMs apontaram armas contra eles, incluindo crianças e idosos, e apreenderam celulares de quem estava gravando a ação.

Os agentes também teriam realizado condução ilegal e tortura contra o presidente da Associação Nova Esperança do Rio Abacaxis (Anera), Natanael Campos da Silva. As agressões teriam incluído socos no estômago e no rosto, asfixia por saco plástico, além de ameaças contínuas de morte.(Fórum)

Polícia Militar do Amazonas (Divulgação)

<