Open top menu
Ministro da Educação, que incentiva filmar professores, proíbe celular em suas reuniões

Ministro da Educação, que incentiva filmar professores, proíbe celular em suas reuniões

Quem se reúne com Abraham Weintraub tem que deixar o celular do lado de fora de seu gabinete

De acordo com informações da coluna de Bela Megale, publicada nesta segunda-feira (29), no Globo, quem se reúne com o ministro da Educação, Abraham Weintraub, tem que deixar o celular do lado de fora de seu gabinete. É esse o relato dos deputados que têm tido audiências no ministério.

Weintraub, por coincidência, declarou neste domingo, ao comentar vídeo que mostra aluna criticando professora compartilhado pelo presidente Jair Bolsonaro e seu filho Carlos, que filmar professores em sala de aula é um direito dos alunos.

Da sua sala para dentro, no entanto, os direitos são outros. A ordem surgiu logo nos primeiros dias de sua gestão, após declarações de Weintraub sobre evitar “sabotagem” no órgão serem publicadas no jornal “O Globo”. Os comentários foram feitos em uma reunião reservada do ministro com o secretário nacional de Alfabetização, Carlos Nadalim, no seu primeiro dia no cargo.

Após fazer uma ligação para o chefe da pasta de Educação, a repórter Jussara Soares ouviu parte da reunião. Weintraub atendeu a chamada, mas não respondeu à jornalista. Mesmo assim, ele deixou o celular ligado. A repórter ouviu 14 minutos da conversa.(Fórum)

Foto: Rafael Carvalho/Divulgação Casa Civil