Open top menu
Minas projeta que mortes por Covid continuem em alta nas próximas semanas

Minas projeta que mortes por Covid continuem em alta nas próximas semanas

Minas projeta que mortes por Covid continuem em alta nas próximas semanas

Apesar da redução nos indicadores que monitoram a pandemia, motivando o governo do Estado a permitir o avanço de algumas regiões para a Onda Vermelha do Minas Consciente, inclusive a Grande BH, a disparada de mortes por Covid-19 deve continuar nas próximas semanas, segundo as próprias autoridades de saúde. Só ontem, 469 pessoas perderam a vida após contrair o vírus.
De acordo com o secretário de Estado de Saúde, Fábio Baccheretti, os boletins da SES indicarão uma quantidade elevada de óbitos até o fim de abril, já que o reflexo dos casos graves só é visto cerca de 21 dias após a internação. “O óbito de hoje equivale ao caso de três semanas atrás. Então, permanecerá alto, uma vez que ele equivale aos pacientes que estiveram internados em março e agora no começo de abril”.
Baccheretti afirmou que a taxa de ocupação das terapias intensivas em Minas deve continuar caindo, muito por conta da implementação das medidas mais restritivas do Minas Consciente. “As regiões há mais tempo na Onda Roxa já têm a ocupação em queda, mostrando que a análise da incidência é muito importante na tomada de decisão”.
Conforme o painel de monitoramento de casos da Secretaria de Saúde, 1,2 milhão de mineiros já testaram positivo para o coronavírus. Desses, mais de 29 mil evoluíram para óbito. Neste momento, mais de 900 pacientes graves estão na fila aguardando por uma vaga em leitos de UTI ou enfermaria dedicadas ao tratamento dos infectados pela Covid.
Onda Vermelha
O governador Romeu Zema anunciou que boa parte de Minas vai avançar para a Onda Vermelha. As macr[/TEXTO]orregiões de Saúde Norte, Sul, Sudeste e Jequitinhonha, além de microrregiões como BH poderão, a partir de sábado, impor novas medidas de flexibilização.
Cada município tem autonomia para aderir ou não a essa fase do programa. Já na Onda Roxa, as prefeituras são obrigadas a seguir as normas do Estado.
A Vermelha permite o funcionamento de todas as atividades, desde que cumpram algumas regras, como distanciamento e limitação máxima de pessoas nos estabelecimentos.
Além disso
Minas deve receber hoje mais de 637 mil doses das vacinas contra a Covid-19, entre CoronaVac e AstraZeneca. Segundo o secretário de saúde, cerca de 430 mil unidades serão de primeira dose e o restante destinado para o reforço. Idosos com 60 a 65 anos, além de uma parcela das forças de segurança, serão contemplados.
Ao mesmo tempo, deve chegar ao território mineiro mais um lote com medicamentos do chamado “kit intubação”. Segundo a SES, um caminhão já foi encaminhado a São Paulo para receber os fármacos. Outra remessa, que virá da China, será distribuída pelo Ministério da Saúde posteriormente. Além disso, na próxima semana, mais 150 mil ampolas de sedativos serão entregues ao Estado.(Hoje em Dia)
Foto: Fábio Marchetto/Agencia Minas /

<