Open top menu
Maior refúgio mundial de araras-azuis é destruído pelo fogo no Pantanal

Maior refúgio mundial de araras-azuis é destruído pelo fogo no Pantanal

Maior refúgio mundial de araras-azuis é destruído pelo fogo no Pantanal

Os incêndios que atingem o Pantanal em Mato Grosso e em Mato Grosso do Sul continuam devastando reservas e áreas de preservação. Na fazenda São Francisco de Perigara, as chamas destruíram o local que é considerado refúgio de araras-azuis.

De acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), em 15 dias o Pantanal teve quase o dobro de focos de queimadas em comparação com o mês inteiro de agosto em 2019.

Os focos de queimadas ativos detectados na região até a metade de agosto deste ano correspondem a 3.121, enquanto todo o mês do ano passado contabilizou 1.690.

Ao comparar dias isolados, o aumento fica ainda mais desproporcional. A data com índices mais altos de queimadas detectadas no Pantanal foi o último sábado (15), com 521. Já em 2019, o dia 18 teve o registro mais alto, 214 – menos da metade da data com a maior taxa no mês em 2020, que ainda está na metade.

O ano de 2019 terminou com 10.025 queimadas no bioma, sendo o ano com mais focos registrados desde 2005, que teve 12.536. Até o momento, 2020 contabiliza 7.339 focos de queimadas, 4.174 a mais do que o mesmo período do ano passado.(CNN Brasil)

Foto: Divulgação/ Instituto Arara Azul

<