Open top menu
Maia: decisão do STF de barrar Ramagem na PF é “baseada em fatos”

Maia: decisão do STF de barrar Ramagem na PF é “baseada em fatos”

Maia: decisão do STF de barrar Ramagem na PF é “baseada em fatos”

A Corte barrou a indicação do delegado, amigo do presidente Jair Bolsonaro. A troca de cargo na PF motivou a saída de Sergio Moro do governo

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta quarta-feira (29/04) que respeita a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de suspender a nomeação de Alexandre Ramagem para a diretoria-geral da Polícia Federal, feita pelo presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido).

Segundo o deputado, a Suprema Corte se baseou em “fatos”. “Não cabe a mim ficar discutindo uma decisão do ministro do Supremo. Certamente está baseada em fatos. O que precisamos é apenas respeitá-la”, declarou Maia durante coletiva de imprensa.

Após decisão liminar do ministro Alexandre de Moraes, Bolsonaro tornou sem efeito a nomeação de Ramagem, publicada em edição extra do Diário Oficial da União desta quarta.

Moraes atendeu a um pedido do Partido Democrático Trabalhista (PDT). Na peça, o partido alegou que o fato de Ramagem ser amigo próximo da família de Bolsonaro poderia ser classificado como “interferência política”.(Metrópoles)

Foto/reprodução

<