Open top menu
Idoso de 106 anos vence o coronavírus após passar por três hospitais e uma UPA

Idoso de 106 anos vence o coronavírus após passar por três hospitais e uma UPA

Idoso de 106 anos vence o coronavírus após passar por três hospitais e uma UPA

Na última segunda-feira (4), um idoso de 106 anos contrariou as estatísticas e venceu o coronavírus apesar da idade avançada. O caso aconteceu em Santa Rita, na região metropolitana de João Pessoa, na Paraíba.

João Emiliano recebeu alta do Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires após ser internado no dia 21 de Abril.

O idoso primeiramente procurou o Hospital Clementino Fraga, onde descobriu que estava doente e foi internado, mas após um período os médicos optaram pela alta, no dia 27 de Abril. No entanto, por conta de complicações, ele precisou retornar a um hospital. Foi quando procurou o Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires.

De acordo com a neta, Carolinny Lima, o idoso voltou a apresentar sintomas poucas horas depois de chegar em casa entre uma internação e outra. Por conta da piora uma ambulância o levou até a UPA de Tibiri, onde foi diagnosticado com uma forte infecção urinária.

No dia seguinte, a família conseguiu um leito de enfermaria para o idoso no segundo Hospital. João ainda chegou tossindo, febril e com tremores.

“Meu avô é um guerreiro de verdade, vem lutando e, quem realmente puder, fique em casa. A gente já vem sofrendo um pouquinho, com algumas dificuldades, por causa da Covid”, disse a neta Carolinny.

Quando recebeu a segunda alta a coordenadora do Serviço Social da unidade de saúde, Carmem Meireles, exaltou a conquista. “A cada plantão um desafio, uma batalha a enfrentar, mas hoje meu coração exalta de alegria pela oportunidade de acompanhar a alta. Venceremos”, comemorou.

Mesmo com a alta a batalha de João ainda não se encerrou. O idoso foi encaminhado ao Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa já que usa sonda e precisou passar por procedimento cirúrgico devido à obstrução do canal da uretra.

Segundo a neta, ele está bem e pode receber alta ainda nesta sexta-feira (8).

“Graças a Deus, à resistência desse velho guerreiro, à luta da nossa família, de pessoas amigas e também de alguns desconhecidos, meu avô segue lutando para viver”, excamou a neta.

Mesmo com a felicidade de ver o avô lutando contra diversas doenças Carolinny disse que a família já está desgastada e lembrou da demora para internação.

“Meu avô, um senhor com 106 anos de idade, classificado como paciente de risco, ter que enfrentar uma batalha de estar de hospital em hospital, esperando uma regulação que chega a levar quase 24 horas para liberar uma internação, para ele é realmente lamentável e chega a ser revoltante”, desabafou.(Manaus Alerta)

As informações são do JBr

Foto: Arquivo Pessoal

<