Open top menu
Espanha não vai permitir que embaixada vire centro de ativismo político de Leopoldo López

Espanha não vai permitir que embaixada vire centro de ativismo político de Leopoldo López

Espanha não vai permitir que embaixada vire centro de ativismo político de Leopoldo López

O líder da oposição da Venezuela está abrigado na residência do embaixador da Espanha em Caracas

O ministro de Relações Exteriores espanhol, Josep Borrell, afirmou nesta sexta-feira (3) que “a Espanha não vai permitir que a sua embaixada se converta num centro de ativismo político” do líder opositor venezuelano Leopoldo López, que está abrigado na residência do embaixador da Espanha em Caracas, após a derrota da tentativa de golpe na última terça-feira (30), segundo informou o jornal espanhol “El País”.

Borrell, que está em Beirute, capital do Líbano, em visita oficial, afirmou ainda que a figura de “hóspede ou acolhido” na embaixada “naturalmente” implica numa limitação da atividade política.

Na quinta-feira, López deu entrevista à imprensa da residência do embaixador espanhol. Borrell disse que “a partir de agora isso será regulamentado”.

“Temos a confiança de que, nestas condições [de hóspede ou acolhido de López], a Venezuela vai respeitar naturalmente a imunidade do território da embaixada da Espanha”, afirmou o chanceler.

A União Europeia manteve a cautela com relação à decisão da Espanha de hospedar López na residência de seu embaixador em Caracas. “Trata-se de uma decisão nacional da Espanha, mas posso destacar a importância do respeito à imunidade diplomática em todos os casos”, afirmou a Alta Representante de Política Externa da UE, Federica Mogherini.(Fórum)

Guaidó e López. Foto: Lilian Tintori/Twitter

<