Open top menu
Encomendado pelo Brasil, caça sueco Gripen E está passando rapidamente por testes

Encomendado pelo Brasil, caça sueco Gripen E está passando rapidamente por testes

Encomendado pelo Brasil, caça sueco Gripen E está passando rapidamente por testes

Testes de voo do caça multifuncional Gripen E estão sendo efetuados mais rapidamente do que o previsto, afirmou um alto funcionário da empresa produtora sueca Saab.

O portal Defense News escreveu, citando Eddy de la Motte, vice-presidente e chefe da Unidade Operacional Gripen E/F da produtora Saab, que os testes de voo do caça Gripen E estão sendo efetuados mais rapidamente do que o previsto.

Em um briefing, Motte destacou que aviões de teste 39-8 e 39-9 testaram lançamento de míssil Meteor da fabricante MBDA no norte da Suécia.
“Tínhamos planejado duas semanas de teste e fomos capazes de fazer tudo em uma só”, revelou o executivo, acrescentando que “nós estamos aproveitando mais cada hora de teste de voo individual do que tínhamos previsto, o que está ajudando a progredir o programa”.

Embora Gripen E seja mais pesado do que Gripen C, ela ainda é ágil por ser mais forte e por carregar muito bem seu peso, explicou o piloto Marcus Wandt, citado pelo portal.

O primeiro Gripen E será fornecido neste ano para teste e avaliação da força por representantes da fornecedora Saab e da Força Aérea da Suécia.

Vale destacar que o Brasil já encomendou 36 caças Gripen da Saab, sendo eles 28 Gripen E de um assento e oito Gripen F de dois assentos. A compra é estimada em US$ 4,16 bilhões.

Com fornecimento previsto para ser iniciado em 2021, os primeiros pilotos da Força Aérea Brasileira vão treinar na Suécia em janeiro de 2020.

Mikael Franzen, vice-presidente e chefe da Unidade Operacional Gripen Brasil, acentuou que as duas linhas de produção para o caça – uma na Suécia e outra no Brasil – podem vir a ser usadas na produção dos caças Gripen que podem vir a ser encomendados por outros clientes no futuro. De acordo com Franzen, oito caças devem ser construídos por brasileiros na Suécia (quatro Gripen F e quatro Gripen E) para garantir que os brasileiros estejam plenamente à vontade com os processos de construção, 15 devem ser produzidos no Brasil por brasileiros e 13 por suecos na Suécia.(Sputnik Brasil)

CC0 / Robert Sullivan / Saab Gripen E 39-8 SK

<