Open top menu
“É pressão de quem aplica dinheiro na Bolsa”, diz Maia sobre fim do confinamento defendido por Bolsonaro

“É pressão de quem aplica dinheiro na Bolsa”, diz Maia sobre fim do confinamento defendido por Bolsonaro

“É pressão de quem aplica dinheiro na Bolsa”, diz Maia sobre fim do confinamento defendido por Bolsonaro

Maia criticou a pressão dos investidores do mercado financeiro dizendo que “quem foi para o risco, foi para o risco”

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou que o fim do confinamento por causa do coronavírus está sendo defendido por Jair Bolsonaro por pressão de de pessoas que aplicaram seus recursos na Bolsa de Valores.

“Acho que a gente tem que tratar do curto prazo, daquilo que a gente consegue aprovar na Câmara dos Deputados. Esse enfrentamento sobre sair ou não sair do isolamento nada mais é que a pressão de milhares de pessoas que aplicaram seus recursos na Bolsa. E a gente não pode deixar de cuidar das pessoas porque estão perdendo dinheiro na Bolsa”, disse Maia durante reunião do Fórum de Governadores nesta quarta-feira (25).

Maia criticou a pressão dos investidores do mercado financeiro dizendo que “quem foi para o risco, foi para o risco”.

“Eles são assim, né? Eles vivem de estatística. Todos nós que fazemos política vivemos de vidas, então é isso que a gente tem que saber equilibrar, as vidas e os empregos”, afirmou.

Renda Mínima

Na reunião, Maia afirmou que é preciso “resolver o curto prazo: emprego, renda para os mais pobres e condições para os estados e municípios continuarem funcionando” e a implementação da renda mínima.

“O governo já topou um valor maior, mas vamos colocar um valor ainda maior [em discussão]. Os mais vulneráveis precisam de um apoio maior por parte do governo”, disse.(Fórum)

(Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados)

<