Open top menu
Defesa acionará PGR contra Gilmar Mendes por fala sobre genocídio

Defesa acionará PGR contra Gilmar Mendes por fala sobre genocídio

Defesa acionará PGR contra Gilmar Mendes por fala sobre genocídio

Ministro do STF disse que “Exército está se associando a esse genocídio”, ao comentar gestão da crise

O ministro Fernando Azevedo e Silva e os comandantes da Marinha, Exército e Aeronáutica divulgaram uma nota na qual “repudiam veementemente” a declaração feita pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes. Ele afirmou que “o Exército está se associando a esse genocídio”, ao comentar a gestão da crise sanitária causada pela Covid-19 e o número de mortos no país, que ultrapassou os 70 mil.

O Ministério da Defesa informou que encaminhará representação ao procurador-geral da República, Augusto Aras, para adoção de “medidas cabíveis”.

“Comentários dessa natureza, completamente afastados dos fatos, causam indignação. Trata-se de uma acusação grave, além de infundada, irresponsável e sobretudo leviana. O ataque gratuito a instituições de Estado não fortalece a democracia”.

A nota assinada por Azevedo e os comandantes de Forças ressaltam que genocídio “trata-se de um crime gravíssimo, tanto no âmbito nacional, como na Justiça internacional, o que, naturalmente, é de pleno conhecimento de um jurista”. A nota completa afirmando que Marinha, Exército e Aeronáutica estão empenhadas em preservar vidas.(Metrópoles)

<