Open top menu
Coronavírus: governo da Bahia confirma nono caso no país

Coronavírus: governo da Bahia confirma nono caso no país

Coronavírus: governo da Bahia confirma nono caso no país

Mulher tem 34 anos e esteve em Milão e Roma. No Brasil, 636 casos são considerados suspeitos e aguardam o resultado de exames

A Secretaria Estadual da Saúde da Bahia confirmou, na manhã desta sexta-feira (06/03), o primeiro caso de coronavírus no estado. A mulher de 34 anos, que mora em Feira de Santana, é o nono paciente no Brasil o primeiro no Nordeste. Os outros estão em São Paulo, Rio de Janeiro e Espírito Santo. Um aguarda resultado da contraprova no Distrito Federal.

A paciente baiana esteve em Milão e Roma, na Itália, e chegou ao Brasil em 25/02. As amostras da mulher foram enviadas à Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de Janeiro, um dos laboratórios credenciados pelo Ministério da Saúde. Ela está em isolamento doméstico, sem sintomas, e monitorada pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia, com a vigilância municipal de Feira de Santana.

O Brasil tem, até a última atualização. 636 casos suspeitos de coronavírus aguardando resultados de exames para comprovar ou descartar a infecção. 378 pessoas já tiveram os diagnóstico descartado, e confirmado para outras doenças — a maior parte deles, tinha influenza, um vírus que circula normalmente no inverno.

Segundo o Ministério da Saúde, há transmissão local da doença no Brasil. O primeiro paciente do país, que esteve em um festa de família antes de confirmar o coronavírus, passou a doença para um familiar, que passou para outra pessoa. Apesar disso, o secretário de Vigilância em Saúde Wanderson de Oliveira afirma: “O coronavírus não está circulando no Brasil”.

O secretário da Saúde do Estado da Bahia, Fábio Vilas-Boas, afirma em nota que trata-se de um caso importado. “A paciente contaminou-se na Europa e veio manifestar os sintomas depois de ter chegado ao Brasil. Isso é diferente de haver uma contaminação interna no estado e, portanto, todas as medidas de contenção para garantir que não houve a contaminação de outras pessoas foram e estão sendo tomadas pela vigilância estadual, municipal e Núcleo Regional de Saúde Leste”, afirma.(Metrópoles)

Foto/NIAID/RML

<