Open top menu
Colômbia rejeita intervenção militar na Venezuela, afirma ministro

Colômbia rejeita intervenção militar na Venezuela, afirma ministro

Colômbia rejeita intervenção militar na Venezuela, afirma ministro

A Colômbia não apoia a interferência militar nos assuntos internos da Venezuela, afirmou Carlos Holmes Trujillo, ministro do Exterior da Colômbia.

“A Colômbia apoia apenas medidas políticas e diplomáticas. A Colômbia não apoia o uso da força nem a intervenção militar. Apenas medidas políticas e diplomáticas”, afirmou Trujillo à Sputnik.

A Venezuela vem sofrendo uma grave crise política desde o final de janeiro, quando o líder da oposição, Juan Guaidó, apoiado pelos EUA, se proclamou ilegalmente líder interino, em uma tentativa de retirar o presidente Nicolás Maduro do poder.

Os EUA e diversos aliados apoiaram Guaidó e estão forçando a saída de Maduro para permitir a organização de uma nova eleição no país. Já a Rússia, China, Bolívia, Turquia e diversos outros países expressaram seu apoio a Maduro como presidente legítimo da Venezuela.

A Colômbia faz parte do Grupo de Lima, criado em 2017 e integrado por 14 países para acabar com a crise venezuelana.(Sputnik)

<