Open top menu
Bolsonaro ainda vence em todos os cenários de primeiro turno, diz Paraná Pesquisas

Bolsonaro ainda vence em todos os cenários de primeiro turno, diz Paraná Pesquisas

Bolsonaro ainda vence em todos os cenários de primeiro turno, diz Paraná Pesquisas

Em campanha ininterrupta desde 2018, com inauguração de obras em todo o Brasil, Bolsonaro ainda tem o ex-presidente Lula, que segue com seus direitos políticos cassados pela Justiça, como maior adversário. Veja simulações

Mesmo diante do caos provocado por ele em meio à pandemia, que já resultou em mais de 258 mil mortos pela Covid-19, Jair Bolsonaro (Sem partido) segue liderando as projeções feitas pela Paraná Pesquisas para as eleições presidenciais de 2022, garantindo pouco mais de 30% das intenções de voto.

Em campanha ininterrupta desde 2018, com inauguração de obras em todo o Brasil, Bolsonaro ainda tem o ex-presidente Lula, que segue com seus direitos políticos cassados pela Justiça, como maior adversário.

Nesse cenário, Bolsonaro tem 32,2% das intenções de voto, enquanto Lula (PT) aparece em segundo com 18%, seguido de Sergio Moro, com 11,6%, e Ciro Gomes (PDT), que soma 8,7%. O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), tem 5,3%, seguido de Guilherme Boulos (PSOL), com 3,5%. João Amoêdo (Novo) aparece em seguida com 3%. O ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (DEM), tem 1,4%. Não sabem ou não responderão são 4,3% e 12% dizem que votarão branco ou nulo.

Em um cenário sem Lula e Moro, Fernando Haddad (PT) aparece em segundo lugar, com 14,3%, seguido de Ciro, com 13%, Doria, com 6,9%, Amoêdo (3,9%) e Mandetta (2,7%). Bolsonaro soma 37,6% – Não sabe/respondeu são 6% e brancos e nulos, 15,5%.

Moro e Huck

Nos cenários com o ex-ministro da Justiça de Bolsonaro, Haddad aparece em terceiro, com 10,8% das intenções. Moro fica em segundo com 12%, atrás de Bolsonaro com 32,4%. Ciro soma 10,3%, em situação de empate técnico com o petista. Nesta situação foi testado ainda o nome do apresentado da Globo, Luciano Huck, que registra 8,7%, seguido de Boulos (3,2%), Amoêdo (3%) e do governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, do PSDB< que tem 2,3%. Sem Huck, o cenário praticamente fica inalterado com: Bolsonaro (33,9%), Moro (12,3%), Haddad (11,8%), Ciro (10,7%), Doria (6,3%), Boulos e Amoêdo, ambos com 3,2%. A Paraná Pesquisas ouviu 2.080 eleitores entre os dias 25 de fevereiro e 1º de março nos 26 estados e Distrito Federal. O grau de confiança é de 95% e tem margem de erro de 2%.(Fórum) Bolsonaro e Lula (Montagem)

<