Open top menu
Autista prodígio que entrou em Oxford com 6 anos quer mudar o mundo

Autista prodígio que entrou em Oxford com 6 anos quer mudar o mundo

Autista prodígio que entrou em Oxford com 6 anos quer mudar o mundo

Um menino prodígio com alto grau de autismo – que aos 6 anos foi o mais jovem a frequentar a prestigiada Universidade de Oxford – agora está com 13 e quer se tornar neurocirurgião para mudar o mundo. (vídeo abaixo)

“Eu quero salvar a terra. Quero mudar o mundo e mudar as ideias das pessoas pra fazer coisas boas para a Terra ”, disse Joshua Beckford, listado entre as 30 pessoas mais notáveis do mundo com autismo e que impactaram a sociedade.

Joshua Beckford recebeu certificado de excelência após obter distinção em todos os cursos na plataforma de aprendizado on-line da Universidade, para crianças superdotadas.

Em 2017, Joshua ganhou o prêmio de modelo de papel positivo por sua idade no National Diversity Awards.

A NDA celebra as excelentes conquistas das comunidades de base que tratam problemas da sociedade atual, reconhecendo sua dedicação e trabalho duro em todo o Reino Unido.

Precoce

Com apenas 10 meses de idade , o pai de Joshua Beckford, Knox Daniel, descobriu a capacidade única de aprendizado de seu filho enquanto ele estava sentado em seu colo em frente ao computador.

“Comecei a dizer a Joshua quais eram as letras no teclado e percebi que ele estava se lembrando e conseguia entender. Então, se eu dissesse para ele apontar para uma carta, ele conseguia fazê-lo … Então passamos às cores – contou Daniel.

Aos três anos de idade, Joshua Beckford sabia ler fluentemente usando fonética.

Ele aprendeu a falar japonês e até aprendeu a digitar em um computador antes que pudesse aprender a escrever.

“Desde os quatro anos de idade, eu estava no laptop do meu pai e ele tinha um simulador de corpo para extrair órgãos”, contou o menino.

Em 2011, seu pai tomou conhecimento de um programa específico da Universidade de Oxford destinado a crianças entre oito e treze anos.

Para desafiar seu filho, Knox Daniel escreveu a Oxford com a esperança de obter admissão para seu filho, embora ele fosse menor que a idade exigida para o programa.

Felizmente, Joshua Beckford teve a chance de se matricular, tornando-se o aluno mais jovem já aceito.

O garoto brilhante fez um curso de filosofia e história e passou nos dois com distinção.

Quer melhorar o mundo

Descrito como um dos “meninos mais brilhantes do mundo”, Beckford também faz apresentações sobre Anatomia Humana em eventos para públicos que variam de 200 a 3 mil pessoas.

“Criar uma criança com autismo de alto funcionamento tem seus próprios desafios”, acrescentou o pai.

“[Joshua] não gosta de barulhos altos, sempre anda na ponta dos pés e sempre come do mesmo prato, usando os mesmos talheres e bebe da mesma xícara” , disse ele.

No entanto, ele se orgulha das realizações do filho e acredita que tem um futuro brilhante pela frente.

Com informações do Brightvibes

Veja uma das entrevistas do pequeno gênio com autismo:

Foto: reprodução

<