Open top menu
Áudio obtido pelo MP relaciona diretamente Wassef com o apelido “Anjo”

Áudio obtido pelo MP relaciona diretamente Wassef com o apelido “Anjo”

Áudio obtido pelo MP relaciona diretamente Wassef com o apelido “Anjo”

A mensagem foi gravada pela esposa de Fabrício Queiroz, Márcia Aguiar, em novembro do ano passado

O Ministério Público encontrou pela primeira vez, nesta quarta-feira (15), uma mensagem em que o advogado Frederick Wassef é diretamente relacionado ao codinome “anjo”.

Segundo a jornalista Juliana Dal Piva, do O Globo, a esposa do policial aposentado Fabrício Queiroz, Márcia Aguiar, gravou um áudio em novembro de 2019 que demonstra que “Anjo” e Wassef são a mesma pessoa. Até o momento, o apelido e o nome do advogado não tinham aparecido em uma mesma frase.

“Ele e Felipe foram levar a Ana [Flávia Rigamonti] em São Paulo porque o Anjo queria falar com ela. Aí ele disse que deixou a Ana lá na casa do Fred e quando estava indo embora, falou: ‘Felipe, vamo para o Rio?’. Vieram para o Rio sem mochila, sem nada. E chegou hoje de manhã aqui, mas pediu para não falar com ninguém não que ele tá aqui”, diz o áudio.

O apelido “anjo” batizou a operação da Polícia Federal que prendeu Fabrício Queiroz em 18 junho em uma chácara em Atibaia. O imóvel é de propriedade do advogado que representava o senador Flávio Bolsonaro no processo das rachadinhas – no qual Queiroz é apontado como coordenador do esquema de corrupção.

Nesta quarta-feira, o O Globo também revelou que imagens presentes nos celulares da família Queiroz mostram que ele usou apartamento da ex-esposa do advogado, Maria Cristina Boner Leo.(Fórum)

Foto/Reprodução

<