Open top menu
76 mil doses de vacina que tinham sido enviadas por engano ao Amapá chegam ao Amazonas

76 mil doses de vacina que tinham sido enviadas por engano ao Amapá chegam ao Amazonas

76 mil doses de vacina que tinham sido enviadas por engano ao Amapá chegam ao Amazonas

Doses que deveriam chegar ao Amazonas foram desembarcadas no Amapá, que aguardava somente 2 mil doses. Na madrugada, carregamento com o restante das vacinas chegou a Manaus.
O Amazonas recebeu, na madrugada desta quinta-feira (25), o lote de 76 mil doses de vacinas contra a Covid-19 do tipo AstraZeneca/Oxford que tinham sido enviadas pelo Ministério da Saúde, por engano, ao Amapá. A chegada do imunizante ao Aeroporto Eduardo Gomes, em Manaus, foi acompanhada pelo governador Wilson Lima .
As doses, somadas às duas mil recebidas na quarta-feira (24), totalizam 78 mil unidades. Segundo o governador, estas serão destinadas à vacinação de idosos entre 60 e 69 anos. Lima ainda afirmou que as doses serão distribuídas para Manaus e também para os municípios do interior, mas não mencionou datas para o início da vacinação.
Além da remessa de AstraZeneca, o Amazonas deve receber, ainda nesta semana, outras 42 mil vacinas CoronaVac, do Instituto Butantan, somando 120 mil doses dos imunizantes.
Governo admite erro
O Ministério da Saúde admitiu que errou e trocou a quantidade de doses de vacinas contra a Covid-19 enviadas ao Amazonas e ao Amapá. As 78 mil doses que deveriam chegar ao Amazonas foram desembarcadas no Amapá, que aguardava 2 mil doses.
As doses chegam ao estado com bastante atraso. No dia 12 deste mês, em Manaus, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou que as novas doses chegariam na segunda-feira (22). No fim de semana, o governo estadual afirmou que a chegada havia sido adiada para esta terça (23), o que também não ocorreu.
Segundo o governo, o estado receberá 70% do montante global de vacinas do país que serão destinados à região Norte, formando um Fundo Estratégico para a região.
Pessoas com 50 anos ou mais
Quando esteve em Manaus, o ministro Pazuello se reuniu para alinhar a execução do “Plano de Aceleração da Vacinação na Amazônia”, que deve começar pelo Amazonas. Foi anunciado que o governo iria fazer uma força-tarefa para vacinar pessoas acima de 50 anos, logo após o recebimento do novo lote.
O Governo do Amazonas, entretanto, disse que as novas doses devem ser para pessoas entre 60 e 69 anos. O G1 questionou o Ministério da Saúde em relação ao grupo prioritário e quando deve iniciar a vacinação para maiores de 50 anos, e aguarda resposta.(G1)
Após envio de doses a outro estado, governador Wilson Lima (esq.) acompanha chegada de vacinas a Manaus durante a madrugada — Foto: Divulgação

<