Open top menu
SOB ANÁLISE – RICARDO BORGES. A ONDA DOS BLACK BLOCS E OUTROS ASSUNTOS

SOB ANÁLISE – RICARDO BORGES. A ONDA DOS BLACK BLOCS E OUTROS ASSUNTOS

BLACK BLOC

As manifestações pacíficas que ocorrem no país estão sendo contaminadas por um grupo mascarado e de traje preto, que se infiltra nas grandes concentrações de pessoas para depredar bens públicos e privados. Esse grupo se autointitula “Black Bloc”.
O Black Bloc, formado por anarquistas e anticapitalistas, tem o hábito de reunir o maior número possível de adeptos para adquirir força ao ponto de afrontar a polícia.
Um episódio envolvendo os blacks blocs foi destaque na imprensa e chocou a população na semana passada. Durante a manifestação “passe livre” em São Paulo, o coronel Reynaldo Simões Rossi, da Polícia Militar paulista, foi espancado pelo grupo que utilizou barras de ferro e chapas de madeira no ato violento.
Não que eu esteja incentivando a violência, mas numa situação dessa natureza a polícia deveria agir na mesma proporção. O problema é que quando a tropa atua com mais rigor, com o objetivo de dispersar os tumultos, sempre surgem os críticos, a turma dos “direitos humanos”, alguns repórteres sensacionalistas e com seus bla bla blas de sempre, influenciam a opinião negativa da sociedade no tocante ao ato da corporação.
Manifestação pacífica é legítima e necessária. Exercício arbitrário das próprias razões não.

INEXPLICÁVEL

A legislação de trânsito vigente no país determina a obrigatoriedade de retrovisores externos (direito e esquerdo) nos veículos fabricados a partir de 1999. Pois bem, esse equipamento garante ao condutor uma melhor visibilidade na manobra e até mesmo na execução da direção defensiva.
Não consigo entender até hoje, porque que nos exames de habilitação, os examinadores ao adentrarem o veículo do aluno, desregulam o retrovisor externo do lado direito, antes mesmo de iniciar a prova. Para piorar a situação, o candidato é obrigado a executar a manobra de baliza, sem sequer poder contar com o utensílio.
O argumento que já ouvi, quando me submeti ao teste, é o de que o aluno tem que ter “golpe de vista” ou noção de distância na manobra. Ridículo. No trânsito não temos que nos socorrer a esses subterfúgios. Temos sim, o dever de garantir a segurança própria, dos demais condutores e, em especial, dos pedestres. Para isso temos que usufruir de todos os equipamentos disponíveis no veículo.

A BELEZA MORA AQUI

Nessa época de calor que beira os 34 graus em Araxá-MG, nada melhor que tomar um banho de cachoeira ou mergulhar em águas cristalinas de piscinas naturais.
O melhor de tudo é que temos isso aqui bem perto, à aproximadamente 28 km. O paraíso indicado é a cachoeira situada no distrito de Itaipu. O rio possui em seu curso pedras enormes que formam piscinas circundadas por lindas quedas d´água (foto).

itaipu

O local é de fácil acesso. No segundo viaduto, sentido Uberaba-MG, vire à direita e siga em linha reta pela estrada vicinal por mais ou menos 2 km até chegar à ponte.
Estacione o veículo, desça a pé por uns 300 metros e desfrute a natureza.

FUTEBOL MINEIRO EM ALTA

O campeonato brasileiro ruma para o fim e pelo visto o cruzeiro, após a goleada de sábado por 5 a 3 contra o criciúma, está com uma mão e mais quatro dedos da outra, na taça.
O atlético mineiro, por sua vez, ainda comemora a taça Libertadores da América que lhe assegurou a participação no campeonato mundial deste ano.
O curioso é que o galo contratou jogadores de renome e montou um plantel de peso para conquistar a libertadores. De outro, o cruzeiro com um time de poucos conhecidos, com destaque para Dagoberto e Borges, se considerarmos que o Júlio Baptista foi contratado somente na metade do campeonato.
Mesmo assim, o cruzeiro com um futebol regular se mantém no topo da tabela, abrindo uma excepcional vantagem sobre o segundo colocado. Caso confirme o título, estará provado que craques ajudam, mas o importante mesmo é contar com jogadores comprometidos, organização do clube, e um bom ambiente de trabalho.

Sobre o autor: Ricardo Borges é advogado especialista em gestão pública.

Deixe seu comentário