Open top menu
Lula ataca serie da Netflix e afirma que processará “O Mecanismo”

Lula ataca serie da Netflix e afirma que processará “O Mecanismo”

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciou que não vai ficar quieto diante do conteúdo da polêmica série da Netflix O Mecanismo, que recria na ficção alguns dos episódios da Operação Lava Jato. No ato com que encerrou a sua acidentada caravana pelo sul do Brasil, na emblemática cidade de Curitiba, na quarta-feira passada, Lula, além de condenar de novo o ataque a tiros contra dois ônibus que o acompanhavam, anunciou que vai processar os criadores da série. “Nós vamos processar a Netflix, nós não temos que aceitar isso. Eu não vou aceitar”, disse o líder petista.

O Mecanismo, idealizada pelo diretor de cinema brasileiro José Padilha, se apresenta como uma obra de ficção, mas embasada nos fatos que deram origem à maior operação contra a corrupção no Brasil. O conteúdo da série causou uma forte polêmica e foi muito contestado em setores da esquerda e próximos ao PT que acham que o roteiro distorce a realidade. Antes de Lula, a ex-presidenta Dilma Rousseff já havia reclamado publicamente da obra e classificou-a de “fake news”. Padilha retrucou as críticas com outro ataque: “O Mecanismo é uma obra-comentário, na abertura de cada capítulo está escrito que os fatos estão dramatizados. Se a Dilma soubesse ler, não estaríamos com este problema”.

Nem Lula nem Dilma aparecem na série com os seus nomes, mas é muito fácil reconhecê-los nas personagens de João Higino e Janete Ruscov. Lula alegou que os roteiristas colocam na boca da sua personagem palavras que ele nunca disse. O ex-presidente se referia a uma das cenas mais polêmicas da obra, quando Higino fala da Lava Jato e diz que é preciso “estancar essa sangria”. Essas palavras foram pronunciadas, na realidade, pelo senador do MDB Romero Jucá, segundo uma conversa que foi grampeada pelos investigadores do caso. Noutro momento, a personagem de Lula também conversa com a presidenta Ruscov sobre a necessidade de trocar o comando da Policia Federal, mais um fato que nunca apareceu no inquérito da Lava Jato.

No comício que fechou a caravana em Curitiba, Lula acusou os criadores da obra: “Eles produziram uma peça que é mais uma mentira”. “Aviso que vamos denunciar os responsáveis aqui ou em qualquer lugar”, acrescentou o ex-presidente em um discurso no qual lembrou os incidentes ocorridos ao longo do seu percurso pelos estados do Sul para tentar impedir os atos planejados pelo PT em várias cidades.(El Pais)

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.