Open top menu
Inscrições para vagas remanescentes são iniciadas na Educação Infantil

Inscrições para vagas remanescentes são iniciadas na Educação Infantil

Período de preenchimento da ficha de interesse vai até 1º de dezembro. Vagas são destinadas a crianças de zero a cinco anos.

 

 

Em compromisso com a garantia da educação infantil das crianças residentes em Araxá, a Prefeitura inicia o processo de inscrição para interessados em vagas remanescentes nos Centros Municipais de Educação Infantil (CEMEIs) e Escolas Municipais de Educação Infantil (EMEIs). O público-alvo são crianças de zero a cinco anos, devendo os pais ou responsáveis procurar a unidade educacional mais próxima no período de 27 de novembro a 1º de dezembro.

 

De acordo com a coordenação de Núcleo de Educação Infantil da Secretaria Municipal de Educação, participarão do processo 20 CEMEIs, três EMEIs e quatro escolas de ensino fundamental que ofertam o ensino infantil no município. A secretária de Educação, Gessy Glória, atenta que o preenchimento da ficha de inscrição não constitui a garantia de vaga, mas é fundamental as famílias não deixarem de realizar a inscrição.

 

 “Como na Educação Infantil fazemos matrículas o ano inteiro, pois não há uma legislação que determine que seja no início do ano, é importante que os pais realizem essas inscrições para as vagas remanescentes. Quanto à quantidade de vagas, teremos um número maior para o Berçário 1. Para as turmas em sequência são menos vagas, portanto, as diretoras colocarão na porta das escolas a quantidade de vagas disponíveis para cada turma”, afirma a secretária de Educação.

 

A lista de classificados será afixada na porta de cada unidade no próximo dia 8 de dezembro. As matrículas deverão ser efetuadas nos dias 11 e 12 do mesmo mês.

 

Documentação necessária

A inscrição deverá ser realizada pelo pai, mãe ou responsável legal pela criança, mediante a inserção na ficha de inscrição dos dados constantes nos seguintes documentos:


- certidão de nascimento da criança;

– número do CPF ou RG do pai, mãe ou responsável pela criança;

– comprovante de endereço atual;

– cartão de vacina da criança atualizado;
– laudo médico ou credencial que comprove que a criança a ser matriculada possui algum tipo de deficiência;

– declaração emitida por profissional da Saúde para criança que apresente risco nutricional e precisa de atendimento diferenciado;

– documento oficial expedido pela Vara da Infância e Juventude, Conselho Tutelar, ou Ministério Público para crianças que se encontram em medida protetiva ou em situação de vulnerabilidade social.

– cartão de benefício do Programa Bolsa Família;

– cartão do Sistema Único de Saúde (SUS);

– comprovante de renda familiar (Carteira de trabalho, contracheque, declaração de comprovante de rendimento ou outros documentos comprobatórios de renda).

 

Rematrícula e transferência

 

As crianças que já se encontram matriculadas e frequentes na Educação Infantil no ano de 2017 e que pretendem continuar na mesma instituição de ensino não precisarão de inscrição, pois terão garantia de vaga. Basta renovar a matrícula no período estipulado pela instituição.  Para a troca da unidade de ensino, os pais ou responsáveis deverão se manifestar no ato da rematrícula. A Secretaria Municipal de Educação verificará a disponibilidade de vaga e a possibilidade da transferência.

Deixe seu comentário